Sobre

Meu nome é Louie, tenho 30 anos e vivo com transtorno bipolar desde que me conheço por gente. Diagnosticado de fato só há 5 anos. Decidi criar esse blog quando percebi que alguns dos mecanismos de defesa que criei para lidar com essa doença crônica poderiam ajudar outras pessoas também.

Eu já troquei de psiquiatra algumas vezes, faço terapia duas vezes por semana, tentei terapia em grupo, tentei todo tipo de medicação que você pode imaginar, medito frequentemente, fiz estimulação transcraniana (ECT), fazia esportes todos os dias, e muito mais coisas. Escrever me deixa bem, ajuda a organizar meus pensamentos, vira pauta para minhas sessões psicológicas e se der sorte, até ajudar outras pessoas com meus textos.

Não sou contra ou a favor de nenhuma linha de tratamento, sei o que não funcionou para mim (quase tudo) e você acompanhará que estou sempre tentando coisas diferentes que hoje podem funcionar, mas amanhã não. Também tento trazer para o blog novidades e pesquisas que encontro por aí, com um olhar descompromissado e simples, afinal de complicado pesquisa científica já tem o suficiente.

Eu não sou médico, nem quero que tome o que escrevo aqui como conselho médico. O meu gabarito para ler pesquisas científicas vem da minha profissão, que não tem a ver com doenças mentais, mas exige a leitura de muitas pesquisas acadêmicas. Além do mais, sempre passarei o o link ou cito a fonte para a pesquisa em questão e encorajo que verifique-a.

Sim, Louie é um nome fictício. Escrevo esse blog no anonimato para me resguardar. Já passei por muitos perrengues por ter saído do armário em relação a doenças mentais com algumas pessoas, fazer isso de forma pública para toda a internet ver? Quem sabe um dia. Mas não agora.

Não tente entender muito minha linha de pensamento, nem eu entendo. Em um momento posso estar pensando em algo e em outro falando de coisas completamente opostas, se aceitar dói menos.