Formato de Post

Mexeu com meu remédio, mexeu comigo

Deixe uma resposta

Fui a uma balada neste final de semana e passei por uma experiência que me deixou bem desconfortável.

A primeira frase que o segurança falou pra mim ao chegar na porta foi “não vou encontrar nada aqui?” e ficou repetindo enquanto revistava todos meus bolsos, pedia para eu tirar o tênis e o que mais foi necessário para fazer a revista. Eu entendo que estavam pegando pesado na revista, mas sequer um boa noite? Esse é a primeira impressão que alguém tem com a casa.

No final da revista minuciosa ele finalmente consegue encontrar algo, era meu calmante (Rivotril) que levo na carteira para qualquer situação de emergência. São para ataque de pânico, coisa que pode acontecer no meio de multidões. Ele confiscou o remédio e falou que ia deixar na enfermaria.

Fiquei um pouco chateado porque é um direito meu ficar com meu remédio e também porque caso tivesse um ataque de pânico de verdade, teria que ir até a enfermaria pegá-lo. Mas por outro lado fiquei despreocupado pensando que a enfermaria seria o melhor lugar pra ser cuidado caso passasse mal.

A festa passou, por sorte não precisei do meu remédio e fui buscá-lo no final. Quando cheguei, vi que todos os remédios de todos os frequentadores foram guardados num saco de lixo. Precisou de duas pessoas e 15 minutos para encontrar o meu no meio de tudo aquilo. Fiquei indagando se algo de ruim tivesse acontecido na festa e precisasse do remédio, passaria mal antes mesmo de chegar na enfermaria, quem dera encontrar meu remédio dentro de um saco de lixo.

Fiquei muito indignado com a situação toda, só quem precisa de calmantes sabe o quão importante é ter ele no bolso para qualquer situação, as vezes só ter ele no bolso já é o suficiente para me tranquilizar.

A casa é frequentada por quase todos os meus amigos, eu perdi completamente a vontade de voltar lá, só de pensar em ter que passar por essa situação de novo já fico nervoso.

Esse episódio mexeu tanto comigo que começo a me questionar, será que não estou exagerando na necessidade de remédios? Será que não estou dependente demais?

Deixe uma resposta